Frota

Entenda como funciona e qual a importância do seguro de carga

Escrito por F&A Seguros

A atividade de transportar cargas envolve riscos severos, como acidentes, assaltos, extravios, etc. Contratar um seguro para esse tipo de serviço é uma forma de contornar todos os riscos, evitar problemas e conseguir manter as atividades tranquilamente, sem prejuízos, de maneira a atender clientes mais efetivamente.

Entenda como funciona o seguro de cargas e compreenda, de fato, sua importância.

Quais são os riscos da falta do seguro de carga?

O seguro de cargas funciona como uma proteção aos bens e mercadorias até o seu destino final. Não importa o que ocorra, o negócio estará seguro dos prejuízos e possíveis problemas que possam ser ocasionados no transporte.

Todo transporte de carga, independentemente da sua modalidade (avião, ferrovia, transporte terrestre ou navio), corre riscos. Um movimento inadequado, uma quebra de material frágil, um extravio, um assalto e perde-se parte ou completamente todo o produto que estava sendo transportado.

Um exemplo comum é a interceptação e roubo das mercadorias através de transporte terrestre. Só entre 2011 e 2016 esse tipo de atividade gerou um prejuízo de R$ 6,1 bilhões no país, o que evidencia o impacto e a frequência desse problema.

Na ocorrência do assalto, um grande prejuízo para a empresa pode ser ocasionado, o que pode ser até mesmo motivo para decretar falência dependendo do valor estimado e da frequência com que isso ocorra. Por isso, a contratação desse seguro também é uma maneira de reduzir custos.

As atividades criminosas não são as únicas que geram impacto negativo. Outro ponto comum são os acidentes em estradas, por exemplo, que são bastante frequentes e que podem prejudicar a carga, a depender do ocorrido. E segundo pesquisa realizada pela AGEV, eles causam mais prejuízos do que os roubos realizados em trânsito.

Dessa forma, o seguro de carga se torna primordial. Ele evita esse tipo de gasto, ajudando a manter o giro de capital da empresa sem maiores problemas. Assim, mantém-se a competitividade da empresa no mercado, permitindo que ela possa expandir as suas atividades para outros locais.

A partir do ressarcimento consegue-se enviar uma nova remessa para o cliente, de forma a cumprir o cronograma estimado, evitando, portanto, que ele deixe de adquirir futuramente devido a problemas com prazos.

Outro ponto a ser ressaltado é a obrigatoriedade legal do seguro. Toda operação de transporte de carga por terra, ar ou água deve estar assegurada através da aquisição do seguro de responsabilidade civil. Esse último garante cobertura em casos de danos a terceiros em acidentes. Então, pode-se aproveitar esse momento para adquirir o seguro de carga e, assim, conseguir proteger o patrimônio que está em trânsito.

Dessa forma, tanto a empresa que está enviando quanto o cliente final poderão ficar tranquilos em relação à chegada das mercadorias. Em caso de problemas, não ocorrerá inviabilização do envio de uma nova remessa, garantindo a satisfação em relação a venda.

Como funciona esse serviço?

O seguro de carga pode ser adquirido tanto pela empresa quanto pelo cliente que receberá a mercadoria transportada. Caso seja contratada uma transportadora terceirizada, pode-se já ter o valor do seguro incluído na aquisição do serviço.

Ao ser informada das características da carga, bem como o destino, a seguradora oferecerá as melhores opções para a situação.

Assim, deve-se escolher aquela que mais se adequar às necessidades do negócio no que concerne à frota, o tipo de mercadoria que está sendo transportada, o percurso realizado e a atividade desempenhada.

A partir do momento em que o documento de averbação estiver em mãos, é necessário que a corretora seja informada sobre o embarque da carga. Em caso de acidentes, furtos, roubos ou extraviamento, deve-se documentar adequadamente e entrar em contato com a empresa responsável pelo seguro para que possa ser pago o valor determinado na apólice.

Quais são as modalidades existentes?

Há duas modalidades principais que podem ser adquiridas ao solicitar o seguro de carga: a destinada ao transporte nacional e ao transporte internacional.

O primeiro permite que você possa escolher se quer adquirir de forma avulsa, ou seja, uma por viagem. Nesse caso, deve-se comunicar cada uma das viagens por averbação.

No segundo caso, aplica-se as normas de comércio exterior e é indicada a contratação multimodal ou intermodal, que garantirá a proteção para qualquer modalidade de transporte utilizado.

Dentro dessas modalidades, pode-se escolher as coberturas simples e as adicionais, além das obrigatórias (como o RCTR-C, ou seja, o de Responsabilidade Civil de Transporte Rodoviário que, como falamos anteriormente, deve ser adquirida para ressarcimento de danos a terceiros em casos de acidentes).

Entre as coberturas adicionais estão as seguintes opções:

  • despesas;
  • tributos;
  • desvio de rota;
  • destruição;
  • frete;
  • riscos de greves.

Como definir qual é o melhor seguro de carga para a empresa?

A decisão de qual é o melhor seguro de carga para a empresa dependerá de alguns fatores importantes, tais como:

  • perfil da carga: cargas mais frágeis, mais resistentes, de maior valor econômico, mercadoria finalizada ou insumos, risco de combustão, transporte de animais vivos etc;
  • destino final: locais com maior incidência de roubos (como a cidade do Rio de Janeiro atualmente), cidades cujas estradas possuem maior incidência de acidentes etc;
  • modalidade do transporte: transporte rodoviário, ferroviário, aéreo ou fluvial. Enquadra-se também o perfil multimodal.

Esses são os principais fatores que interferem na escolha de qual é o melhor perfil de seguro, podendo ocorrer a influência de outros a depender da natureza do negócio e também do cliente final.

Em caso de dúvidas, o mais aconselhável é que se procure um corretor de seguros especializado que orientará o responsável pela aquisição da apólice, definindo a melhor modalidade, bem como as coberturas básicas e adicionais que minimizarão ao máximo os riscos de prejuízos.

No ato da contratação é essencial se atentar aos serviços disponíveis, no atendimento e no suporte, nas tecnologias que são oferecidas para a empresa e no transportador afim de prover maior segurança.

Deve-se sempre fazer a escolha do seguro de carga da forma mais racional possível, principalmente escolhendo a empresa seguradora correta, que prestará toda assistência e que tenha o perfil de apólice mais adequado às necessidades do seu negócio, evitando dores de cabeça futuras.

Se você necessita da cotação desse serviço, entre em contato conosco e descubra quais são as melhores soluções para o seu caso.

Sobre o autor

F&A Seguros

Deixar comentário.

Share This